Sobrepeso e Obesidade em adultos é o tema da Consulta Pública do Ministério da Saúde

Sobrepeso e Obesidade em adultos é o tema da Consulta Pública do Ministério da Saúde

Matéria publicada em 07.08.2020

 


Redação LAL - No mês de julho o Ministério da Saúde abriu consulta pública para receber contribuições sobre o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) do Sobrepeso e Obesidade em adultos. Até o dia 10 de agosto, representantes da sociedade civil e profissionais da saúde podem contribuir por meio de produções ou relatos de experiências.

Leia também: Saúde abre consulta pública sobre protocolo para obesidade

O PCDT conta com informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento da condição de sobrepeso e obesidade. Há orientações para o monitoramento e recomendações para gestores, profissionais e usuários sobre a importância de práticas de cuidados multiprofissionais, integrais e longitudinais.

Esse documento é uma demanda do Ministério da Saúde e tem como objetivo reunir informações sobre o diagnóstico e rastreamento da doença. Além disso, traz orientações sobre hábitos alimentares, práticas de exercícios físicos e outras medidas para a redução de peso e os cuidados no acompanhamento desses pacientes.

O documento pode ser acessado aqui.

Posicionamento do LAL

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) a obesidade é um problema de saúde mundial. A projeção é de que até 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões, obesos. Quando falamos em crianças, o cenário também não é nada bom. Serão cerca de 75 milhões de crianças com sobrepeso e obesos no mundo, se nada for feito em relação a essa doença.

Desde 2008, quando foi fundado, o Instituto Lado a Lado pela Vida se dedica a três importantes causas: câncer, doenças cardiovasculares e saúde do homem. Em 2014, lançou a Campanha Siga o seu Coração e, desde então, intensificou as questões relacionadas a obesidade.

A pessoa que está acima do peso pode desenvolver uma série de problemas graves de saúde como: câncer, Diabetes, hipertensão arterial, Dislipidemias, problemas no coração e nas articulações, entre outros agravos. Entendendo o problema e com o propósito de levar informação e orientação à população sobre temas relacionados a saúde, o Instituto LAL decidiu colocar a obesidade como um tema transversal em todo o trabalho que faz.

Diante da Consulta Pública - CONITEC - PCDT e engajado em contribuir para o tema da obesidade no adulto, o Instituto se posicionou e identificou alguns pontos no documento que precisam de atenção. Destacam-se: a obesidade tratada como uma condição e não como uma doença crônica, lacuna no que se refere ao tratamento da obesidade, ou seja, menciona-se apenas uma mudança de estilo de vida e a cirurgia bariátrica, não há recomendação de medicamentos - apesar de opções serem aprovadas pela Anvisa e de terem estudos eficazes - não há uma orientação para a pessoa quanto a tratamento, perda de peso e manutenção e não há indicação de acompanhamento pós - bariátrica.

Para o Instituto Lado a Lado pela Vida é preciso que a Obesidade seja vista como uma doença crônica que precisa de controle. É necessário um acompanhamento no pós-bariátrico para auxiliar a pessoa que passou por esse procedimento tão invasivo e impactante. Diante desses pontos, o Instituto LAL se posiciona por uma PCDT clara e que traga uma Linha de Cuidados para a Obesidade.

Leia o posicionamento do Instituto LAL na íntegra clicando aqui