Instituto Lado a Lado pela Vida realiza o IV Fórum a nova cara do câncer - Pulmão; acompanhe ao vivo

Instituto Lado a Lado pela Vida realiza o IV Fórum a nova cara do câncer - Pulmão; acompanhe ao vivo

Evento será transmitido online e discutirá como é possível inverter a balança da doença, promovendo o diagnóstico precoce e acesso à medicina personalizada aos pacientes em estágio avançado


Redação LAL - O Instituto Lado a Lado pela Vida (LAL) realiza no dia 25 de junho o IV Fórum A nova cara do câncer de Câncer - Pulmão, em Brasília (DF). O evento terá transmissão online no site da Interlegis ( clique aqui para assistir ) e pelo canal do YouTube do Instituto Lado a Lado ( clique aqui para assistir ).

O objetivo do evento é dar ênfase à possibilidade de maior equilíbrio entre o diagnóstico precoce e o provimento de tratamentos mais modernos e adequados para a doença, que na grande maioria dos casos é detectada em estágios avançados - o que reduz muito as chances de cura.

"O câncer de pulmão é uma doença assintomática, o que contribui para os diagnósticos tardios quando comparados aos demais tumores. Para se ter uma ideia da gravidade, cerca de dois terços dos pacientes que procuram o médico pela primeira vez estão com a doença avançada localmente ou já espalhada pelo corpo", afirma Marlene Oliveira, presidente e fundadora do LAL.

O câncer de pulmão é o segundo mais comum tanto em homens como mulheres no Brasil, sem contar o câncer de pele não melanoma. Foram diagnosticados no País 31.270 novos casos em 2018. É também o primeiro em todo o mundo desde 1985, tanto em incidência quanto em mortalidade; estima-se que 13% de todos os novos casos de câncer são de pulmão. Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), em 2015, 26.498 pessoas morreram em decorrência da doença, sendo 15.514  homens e 10.978  mulheres.

Entre as pautas do evento, está o diagnóstico precoce. Dr. Marcelo Cruz, oncologista, membro do comitê científico do LAL e também da American Society of Clinical Oncology, International Association for the Study of Lung Cancer (IASLC), será moderador da mesa que debaterá o rastreamento do câncer de pulmão no Brasil, que tem como tema:  A "cura" do câncer de pulmão está na detecção precoce e cirurgia - pós e contras.

Atualmente, além do Raio X convencional, o exame de tomografia é indicado para rastrear indivíduos com risco elevado de câncer de pulmão, ou seja, aqueles que fumaram pelo menos um maço de cigarro por dia por 20 anos, ou dois maços de cigarro por dia durante 15 anos, nos últimos 10 anos.

As novas tecnologias para tratamento da doença também estão entre os temas do Fórum. Dr. Fernando Santini, também membro do comitê científico do LAL, especializado em Oncologia Torácica pelo Memorial Sloan Kettering Cancer Center, Nova Iorque (EUA), será moderador da mesa que discutirá formas de equacionar as necessidades de investimentos em tratamentos mais modernos, no intuito de salvar vidas.

Serão apresentados cases de sobrevida global do paciente com câncer de pulmão, graças à Medicina Personalizada/Medicina de Precisão, que abriu caminho para a redução de custos nos tratamentos do câncer de pulmão avançado e metastático. Serão mostradas também políticas públicas que têm sido realizadas para o tratamento deste tipo de tumor.

"É angustiante saber que a sobrevida média de oito meses, nos casos de câncer de pulmão em estágio avançado, pode ser superior a quatro anos se esses pacientes tiverem acesso à medicina personalizada, que não está disponível no sistema público de saúde, que segue com o protocolo de tratamentos generalistas, com medicamentos defasados e diagnósticos tardios", finaliza Marlene Oliveira.

A programação completa do evento pode ser conferida aqui .

Lado a Lado pela vida

 

Como podemos ajudá-lo?

icone informações

Informações sobre todas as fases do tratamento em um só lugar

icone nada de boatos

Nada de boatos ou "Fake News". Conteúdo validado por especialistas

icone espaço para compartilhar

Espaço para compartilhar vivências e conhecer histórias como a sua

Galeria de vídeos

Biológicos e Biossimilares Biológicos e Biossimilares