Perguntas Frequentes

Beber mais água diminui a formação dos cálculos?

Sim. A ingestão adequada de água pode reduzir em até 60% a produção das pedras.

Qual é a quantidade ideal de água por dia?

A recomendação para pacientes que sofrem com as pedras nos rins ou no trato-urinário é ingestão de 2 a 3 litros de água por dia.  

Existe alguma relação dos cálculos renais com a próstata?

Um dos motivos associados ao aparecimento destas pedras é o aumento da próstata. Seu crescimento pode obstruir parcialmente a saída da urina, que leva a um acúmulo de cristais e resíduos, promovendo a formação dos cálculos.

Se alguém da minha família tiver pedra nos rins, eu também terei?

Vários fatores contribuem para o surgimento dos cálculos urinários, mas a predisposição genética pode facilitar a formação dos cristais e o aparecimento dos cálculos.

Existe diferença entre cálculo renal e cálculo urinário?

Não. A formação de cálculos se dá no trato-urinário que envolve os rins, ureter - canal que leva a urina dos rins até a bexiga – e bexiga. O cálculo é quando essa formação se dá ainda nos rins, com uma dor menos intensa e necessidade de tratamento. Ao “caminhar” pelo trato-urinário, essas pedras podem obstruir o ureter, causando dores intensas, ou ir para a bexiga, dificultando a saída e até causando um pequeno sangramento na urina.