Pacientes precisam de ampliação do acesso ao tratamento e qualidade de vida

Pacientes precisam de ampliação do acesso ao tratamento e qualidade de vida

Como garantir acesso aos tratamentos e qualidade de vida aos pacientes com câncer de próstata. Com esse enfoque, profissionais de destaque no País discutiram o tema durante o II Fórum Ser Homem no Brasil, realizado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida nesta segunda-feira, dia 7, no Auditório Antônio Carlos Magalhães, no Senado Federal.

O médico radioterapeuta Marcos Santos, que abordou a questão do ponto de vista do Sistema Público de Saúde, chamou atenção para a necessidade maior de ações que acompanhem o crescimento da população. "Precisa de reforma na saúde, ver o que traz valor de fato para a área".

Para o oncologista clínico Fernando Vidigal de Pádua, que tratou do tema sob o ponto de vista da saúde privada, é preciso agilizar o acesso à medicação para os pacientes. "A ANS tem rol de procedimentos - o rol precisa contemplar a avaliação da incorporação para inovações aprovadas pela Anvisa, não aguardando somente a revisão bienal do rol. Dois anos é um período muito longo que pode impactar diretamente o paciente e a saúde financeira da saúde suplementar", afirma.

"É fundamental que as novas terapias avaliadas pela Anvisa tenham oportunidade de avaliação com prioridade pela ANS, buscando assim sucesso e benefício imediato aos pacientes", completa.

"O câncer de próstata está se transformando em uma doença crônica, prevalente de alto custo". O alerta é feito pelo coordenador do Grupo de Uro-Oncologia do Hospital das Clínicas da UFMG e presidente da SBU-Minas, Lucas Mendes Nogueira.

Ele abordou um aspecto importante, realidade diária dos oncologistas: decidir entre sobrevida e qualidade de vida. Lucas Nogueira comentou sobre o questionamento que surge quando o aumento da sobrevida traz efeitos colaterais. "E se o tratamento tiver 50% de chance de incontinência urinária? E se tiver 70% de chance de impotência?", questiona. "Precisamos analisar os dados para medir a qualidade de vida".