Instituto participa de coletiva de imprensa do Todos Juntos Contra o Câncer

Instituto participa de coletiva de imprensa do Todos Juntos Contra o Câncer

O movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC), iniciativa que o Instituto Lado a Lado pela Vida apoia e participa, que tem o objetivo de buscar melhorias para o atendimento de pacientes oncológicos no País, realizou uma coletiva de imprensa para apresentar os itens do documento que foi realizado após a primeira edição do evento, em 2014.

Intitulado de Declaração de Melhoria da Atenção no Câncer, o documento foi entregue no último dia 24 de julho ao Ministério da Saúde, que se comprometeu a avaliar as demandas e trabalhar as propostas.

Na mesa para debater as solicitações do documento, estavam à mesa, os oncologistas Fernando Cotait Maluf, Antonio Carlos Buzaid, do Centro de Oncologia Antônio Ermírio de Moraes, Dr. José Salvador, do Hospital Santa Marcelina, Marisa Madi, diretora executiva do ICESP e Merula Steagall, presidente da ABRALE - Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, instituição responsável pelo movimento TJCC.

Para o oncologita Fernando Cotait Maluf, consultor científico do Instituto Lado a Lado pela Vida, é necessário investimento em educação na prevenção. "O Brasil precisa investir em pesquisa clínica e prevenção. Dessa forma se gasta menos e tem um impacto mais positivo na saúde da população", destacou.

No documento entregue ao Ministério, as demandas foram dividas em cinco pilares: prevenção, diagnóstico, tratamento, cuidados paliativos e gestão. Partindo destes tópicos, foram listadas as necessidades de cada área.

Para o oncologista Antonio Carlos Buzaid, a pesquisa clínica é essencial para identificar o que é necessário fazer para melhor a saúde no Brasil. "Essa é uma opção muito usada em países da Europa e também nos Estados Unidos. É rápido e barato, pois quem custeia o estudo geralmente é a indústria farmacêutica, não gerando custo para o governo e oferecendo informações para o desenvolvimento de novas tecnologias", explicou o especialista.

Durante a coletiva, dois pacientes convidados compartilharam suas experiências com o câncer e o atendimento do Sistema Único de Saúde.

Confira na íntegra o documento entregue ao Ministério da Saúde. Clique aqui .