Homenagem no Senado: um marco na história do Instituto

Homenagem no Senado: um marco na história do Instituto

O dia 9 de novembro de 2015 entrou para o calendário do Instituto Lado a Lado pela Vida como um dos momentos mais especiais e de grande reconhecimento, desde a sua criação, em 2008. No mês da maior campanha de combate ao câncer de próstata no Brasil, uma sessão solene no Senado Federal destaca a idealização, realização e conquistas do Novembro Azul e todo trabalho realizado em prol da saúde do homem.

A cada ano são diagnosticados 69 mil casos de câncer de próstata no Brasil - 7 diagnósticos por hora. Em 2013, 13 mil homens morreram por causa da doença. Os números representam estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e foram apresentados pela senadora Ana Amélia (PP-RS) na sessão presidida pela parlamentar e que homenageou o Instituto Lado a Lado pela Vida no mês mundial de combate ao câncer de próstata.

"O Novembro Azul mobiliza a sociedade para informar, esclarecer e ajudar na prevenção do câncer de próstata. E prevenir é sempre um bom e eficaz remédio", afirmou após lembrar a iluminação de monumentos na cor azul, iniciativa que acontece em todo o País em alerta à doença.

Além de falar sobre a importância da prevenção, o objetivo foi parabenizar o Instituto Lado a Lado por todo o trabalho realizado em prol da saúde do homem. "Os números são elevados e preocupam a todos nós. E o Instituto Lado a Lado, de forma criativa, talentosa e comprometida, trabalha para mudá-los".

Requerida pela senadora e também pelo Deputado Federal Dr. Jorge Silva (PROS-ES), a sessão contou ainda com a participação da coordenadora nacional de Saúde do Homem, da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Angelita Herrmann, e da presidente do Instituto, Marlene Oliveira.

Atuação conjunta

Durante a sessão, Marlene Oliveira agradeceu o apoio às batalhas travadas diariamente pelo Instituto e destacou a importância de uma atuação conjunta. "Que possamos estabelecer um diálogo e fazer um bom trabalho juntos", afirma sobre os desejos do Instituto Lado a Lado que, além de informar a população, procura engajar o Ministério da Saúde e contribuir com a criação e melhoria de políticas públicas que facilitem o acesso a exames e tratamentos.

Referência em humanização da saúde

A homenagem foi também uma importante oportunidade para divulgar e reforçar o papel do Lado a Lado. "Nossa missão é levar ao cidadão leigo o conhecimento sobre a saúde em diversas esferas: informação, apoio, conscientização, prevenção, inclusão social e quebra de paradigmas. Trabalhamos para ser todos os dias uma instituição de referência por meio da humanização da saúde, a fim de promover a informação de qualidade, reflexão, debate e todo e qualquer tipo de prática que objetive o bem-estar do cidadão", foram algumas das palavras da presidente Marlene sobre as motivações do Instituto.

Protagonismo

Sobre a criação do Novembro Azul, a sessão lembrou o protagonismo do Instituto Lado a Lado no combate ao câncer de próstata no Brasil e na promoção da saúde do homem. "Os homens morrem sete anos antes das mulheres e iniciativas como a do Lado a Lado, tanto com relação à saúde do homem e também na prevenção de doenças do coração, outro importante trabalho realizado pelo Instituto, são essenciais e eficientes para conscientizar a nossa população", destaca Angelita Herrmann.

"Havia uma carência e uma necessidade de abordar e conscientizar os homens acerca da sua própria saúde. Hoje, o Novembro Azul é um modelo brasileiro que dialoga com todos os homens em cada canto deste país", reforça Marlene.

Destaque

A homenagem prestada ao Lado a Lado em Brasília ganhou destaque nos principais veículos de imprensa do Senado. Realizada no Congresso Nacional, a sessão solene foi transmitida ao vivo e repercutida no portal de notícias, Jornal, Rádio e TV Senado.