Programa ajuda mulheres diagnosticadas com câncer a congelar óvulos

Programa ajuda mulheres diagnosticadas com câncer a congelar óvulos

Além de todos os dilemas que envolvem o tratamento até a cura do câncer, uma das preocupações das mulheres é saber se poderão engravidar após o processo. A preocupação surge principalmente porque alguns tratamentos podem afetar a fertilidade feminina.

Para garantir mais tranquilidade para as mulheres, surge um programa social que oferece uma importante alternativa às pacientes que sonham em ser mães e se deparam com um diagnóstico de câncer. A Ferring Pharmaceuticals lança, em parceria com o Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia (IPGO), Huntington e Idea Fértil o Programa Proteger, que permitirá a mulheres diagnosticadas com câncer congelar os óvulos com custo subsidiado em até 100%.

Pelo projeto social as mulheres que passarão por tratamento de câncer podem receber gratuitamente o medicamento Menopur (gonadotrofina), usado na indução de ovulação para congelamento de óvulos. Com a estimulação é possível coletar um maior número de óvulos rapidamente, possibilitando que logo se comece o tratamento

Para viabilizar o projeto, a Ferring estabeleceu parcerias com três renomadas clínicas de reprodução assistida: Instituto Idea Fértil de Saúde Reprodutiva, que têm à frente o ginecologista Caio Parente; o Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia (IPGO), dirigido por Arnaldo Cambiaghi, ginecologista obstetra e especialista em reprodução humana; e com a Huntington Medicina Reprodutiva, coordenada pelo Dr. Maurício Barbour Chehin.

Para participar do programa, as mulheres devem conversar com seu oncologista antes de começar o tratamento e com o laudo de autorização do profissional em mãos, inscrever-se em uma das clínicas parceiras e avisar que quer fazer a preservação da fertilidade pelo Programa Proteger.